Luciana de Mello Rodrigues, Gerente Filial Paranaguá

Luciana é advogada associada ao escritório Siano e Martins desde 2001. Ela Iniciou sua formação profissional no Departamento Jurídico de agências de navegação em Santos, em 1993. Desde 1997 se estabeleceu em Paranaguá como Assessora de armadores e agências de navegação. Há mais de dez anos atua na assessoria jurídica de sindicatos de agências marítimas, especialmente relacionadas a suas obrigações e limites de responsabilidade, incluindo ainda negociações sindicais e trabalhistas. Luciana atua hoje, regularmente, em disputas judiciais e administrativas envolvendo agentes marítimos e armadores. Presta também consultoria tributária e atua em litígios fiscais/tributários em favor dos agentes de navegação e operadores portuários. Luciana também auxilia armadores, através de seus Clubes de Proteção, em disputas que envolvem acidentes, poluição por óleo, danos e falta de carga e empresas de navegação e NVOCCs em defesas administrativas perante autoridades ambientais, agências reguladoras e Receita Federal.

Luciana é formada pela Universidade Católica de Direito de Santos – UNISANTOS (1994) e pós-graduada em Direito Processual Civil Contemporâneo pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR (2009).

É inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil no Paraná e em São Paulo, atuando tanto em litígios quanto em consultoria.

Línguas: português e inglês.

Associações:

• Inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil do Paraná e de São Paulo.

• Membro do Instituto Ibero-americano de Direito Marítimo – IIDM.

 

• Membro fundadora no Brasil da Women´s International Shipping & Trade Association – WISTA.

 

 

• Consultoria e representação de  agências de navegação nacionais e seus sindicatos em suas obrigações e limites de responsabilidade;

• consultoria em negociações sindicais e trabalhistas, entre os agentes de navegações e seus funcionários e parceiros;

• consultoria e representação em litígios administrativos e judiciais que envolvem questões tributárias em favor dos agentes de navegação e operadores portuários;

• representa armadores através de seus Clubes de Proteção, em disputas que envolvem acidentes, inclusive pessoais, poluição por óleo, danos e falta de carga;

• representa agências de navegação em defesas administrativas perante Autoridades Ambientais, Agências Reguladoras e Receita Federal.