Fabiana Simões Martins, Sócia Fundadora

Fabiana é cofundadora do escritório Siano & Martins. Regularmente atua em disputas que envolvem armadores e exportadores brasileiros de aço e importadores de granel sólido em contratos de afretamento. Tem sólida experiência no aconselhamento de sindicatos e agências de navegação nacionais no que tange a suas obrigações e limites de responsabilidade. Além disso, auxilia armadores, por meio de seus Clubes de Proteção, em disputas que envolvem acidentes, poluição por óleo, danos e falta de carga e também empresas de navegação e NVOCCs, em defesas administrativas perante autoridades ambientais, agências reguladoras e Receita Federal. Ela também auxilia empresas estrangeiras na efetivação de decisões arbitrais no Brasil. Fabiana está inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro e em São Paulo, atuando tanto em litígios quanto em consultoria.

Fabiana é graduada em direito pela Universidade Federal do Espírito Santo – UFES. Posteriormente se tornou mestre em Direito Internacional e Integração Econômica pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Em 2010 participou do 37th Curso de Direito Marítimo da Universidade de Southampton. 

Durante os anos de 2014 a 2016 foi a Vice-Presidente do ramo brasileiro do Instituto Ibero-americano de Direito Marítimo (IIDM). Em 2016 foi eleita presidente da Wista Brasil para os anos de 2016 a 2019. Fabiana é ainda membro do Chartered Institute of Arbitrators (CIArb).

Fabiana é palestrante regular em cursos relacionados ao transporte marítimo e atualmente coordena o curso de Direito Marítimo do IMAPOR, no Rio de Janeiro. 

Atuando na área desde 1997 ela é reconhecida por sua “sólida reputação no mercado por sua especialização direito marítimo.” de acordo com a Chambers & Partners.

Línguas: português, inglês e espanhol.

RECOMENDAÇÕES

Fabiana Simões Martins regularmente representa clientes em disputas de Direito Marítimo e colisões. Entrevistados a descrevem como militante “muito capaz” nestas áreas (Chambers & Partners Latin America 2017).

“Fabiana Simões Martins tem uma sólida reputação no mercado por sua especialização direito marítimo. Ela tem uma prática ativa e auxilia os clientes com questões de fretamento e disputas do setor” (Chambers & Partners Latin America 2016).

“Fabiana Simões Martins destaca-se pelo seu “manejo hábil de casos complexos” (Who´s Who Legal Latin America 2016).

“Fabiana Simões Martins chefia a divisão de litígios e é reconhecido por fontes para sua ampla experiência em questões controversas relacionadas com o transporte ” (Chambers & Partners Latin America 2015).

“Fabiana Martins é uma excepcional advogada” (Wallace Assumpção, Marinha do Brasil, Linkedin 2014).

“Fabiana Simões Martins recebe elogios por "prestar um serviço personalizado e construir duradouro relacionamento com o cliente" (Chambers & Partners Latin America 2013).

“Fabiana Simões Martins obtém forte reconhecimento e seus clientes atestam “seu estilo cauteloso está em perfeito equilíbrio e sinergia com as nossas necessidades” (Chambers & Partners Latin America 2012).

 

ASSOCIAÇÕES

• Presidente da Women´s International Shipping & Trading Association do Brasil – WISTA BRASIL (2016/2019).

• Membro das Comissões de Direito Marítimo da OAB do Rio de Janeiro e São Paulo.

• Membro do Chartered Institute of Arbitrators (CIArb).

• Inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro e de São Paulo.

 

EXPERIÊNCIAS

• Consultoria regular em disputas que envolvem armadores e exportadores brasileiros de aço e importadores de granel sólido em contratos de afretamento;

• consultoria e representação sindicatos e agências de navegação nacionais em suas obrigações e limites de responsabilidade;

• consultoria e representação de empresas estrangeiras na efetivação de decisões arbitrais no Brasil;

• representa armadores por meio de seus Clubes de Proteção, em disputas que envolvem acidentes, inclusive pessoais, poluição por óleo, danos e falta de carga; 

• representa empresas de navegação e NVOCCs em defesas administrativas perante Autoridades Ambientais, Agências Reguladoras e Receita Federal.